carlos bolsonaro
Caio César/CMRJ
Carlos Bolsonaro fez declarações na sua conta do Twitter sobre dados pessoais que foram vazados

O vereador do Rio de Janeiro, Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) se posicionou após ter seus dados pessoais e de outros membros da família Bolsonaro vazados pelo site de hackers "Anonymous" . Na visão do parlamentar, a "turma pró-democracia" além de ter violado o direito "à livre expressão" agora "fere a privacidade".

Leia também: Eleições 2020: "Não pretendo apoiar prefeito em lugar nenhum", diz Bolsonaro

Os comentários foram feitos na manhã desta terça-feira (2) na conta oficial do Twitter de Carlos Bolsonaro . "Sob a desculpa de 'combater o mal', justificam seus crimes e fazem justamente aquilo que nos acusam, mas nunca provam!", escreveu.

Em uma segunda postagem, Carlos Bolsonaro disse que a divulgação dos dados representam "uma clara tentativa de intimidação diante do momento que o Brasil e o mundo vivem".

Segundo o vereador, medidas legais estão sendo encaminhadas para que os responsáveis pela divulgação das informações pessoais "não passem impunes".

Dados divulgados

O grupo de hackers Anonymous Brasil tornou público uma série de dados pessoais do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e dos filhos Carlos, Flávio e Eduardo Bolsonaro. Informações do ministro da Educação Abraham Weintraub e da esposa Daniela Weintraub foram publicizados.

Leia também: Celso de Mello arquiva pedido de apreensão de celular de Jair Bolsonaro

Também estão na lista a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, o empresário dono das lojas Havan , Luciano Hang , e o deputado federal Douglas Garcia (PSC-RJ).

Os dados são referentes aos números dos celulares, Cadastros de Pessoal Física (CPF), endereços, bens declarados, participação em empresas e dívidas. 

    Veja Também

      Mostrar mais