homem de terno em mesa de gabinete
Reprodução/Twitter
Alexandre Frota

A hashtag #FrotanaCadeia se tornou um dos assuntos mais comentados no Twitter na manhã desta segunda-feira (1) após o deputado federal Alexandre Frota passar o fim de semana divulgando mensagens antifascistas nas redes sociais.

A justificativa usada pelos internautas, em sua maioria apoiadores do governo de Jair Bolsonaro, foi de que o deputado Frota incitou o ódio e convocou, junto ao presidente Lula, as manifestações ocorridas no domingo (31) contra o fascismo em estados brasileiros.

Leia também: Frota muda foto para símbolo do anarquismo e chama PSL, CUT e Boulos às ruas

Além de uma mensagem marcando o perfil da torcida Gaviões da Fiel, outra “prova” do crime de Frota seria um tweet dizendo: “"Morte aos fascistas. Seja mulher, seja negro, seja criança, seja gay, se for fascista, será morto!”. A publicação não estava no perfil do deputado na manhã desta segunda.

Apesar de publicar uma série de notícias na rede social ao longo da manhã, o deputado não se pronunciou sobre o pedido virtual de prisão.


    Veja Também

      Mostrar mais