bolsonaro weintraub
Daniel Marenco/Agência O Globo/ Imagem de arquivo
O presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Educação, Abraham Weintraub, em cerimônia no Palácio do Planalto

O presidente  Jair Bolsonaro concedeu a Ordem do Mérito Naval, no grau de Grande Oficial, para três ministros seus — Abraham Weintraub (Educação), Jorge Oliveira (Secretaria de Governo) e Marcelo Álvaro Antônio (Turismo) — e para o procurador-geral da República, Augusto Aras. Também foram agraciados parlamentares da base do governo, como os deputados federais Hélio Lopes (PSL-RJ) e Luiz Philippe de Orleans e Bragança (PSL-SP), entre outros.

Leia também: Bolsonaro admite entrega de cargos ao centrão para gerar sensação de prestígio

Também foram condecorados o presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, Victor Laus, o ministro do Tribunal Superior do Trabalho (TST) João Batista Brito Pereira e os senadores Plínio Valério (PSDB-AM) e Irajá (MDB-TO) e os deputados federais Projessor Joziel (PSL-RJ) e Coronal Armando (PSL-SC).

Receberam a ordem 29 autoridades civis, incluindo embaixadores e magistrados. A admissão foi publicada na edição desta sexta-feira do Diário Oficial da União (DOU) e é assinada por Bolsonaro e pelo ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva.

Em outro decreto, também publicado nesta sexta-feira, Bolsonaro promoveu ao grau de Grande Oficial outras seis autoridades que haviam recebido graus inferiores da Ordem do Mérito Naval. É o caso do ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, e o assessor-chefe da Assessoria Especial da Presidência, Célio Faria Júnior.

Leia também: Eduardo diz que Forças Armadas podem pôr "pano quente" no conflito entre Poderes

A Ordem do Mérito Naval foi criada em 1934 pelo então presidente Getúlio Vargas. Ela é destinada a militares da Marinha e, excepcionalmente, a corporações militares, instituições civis e personalidades civis e militares que tenham prestado relevantes serviços à Marinha.

    Veja Também

      Mostrar mais