regina
Reprodução
Regina Duarte,secretária especial de Cultura


Regina Duarte, secretária especial da Cultura, virou notícia no fim da tarde desta quinta-feira (07). Durante uma entrevista à CNN Brasil, ela minimizou críticas quanto a elogios de Bolsonaro à ditadura militar, além de ter dito que a pandemia de coronavírus traz uma "morbidez insuportável".

Segundo Regina, os brasileiros têm que " olhar pra frente " e " amar o país ". "Tem que olhar para frente, tem que amar o país. Ficar cobrando coisas que aconteceram nos anos 1960, 1970, 1980? Gente, vamos pra frente", disse. Regina completou a fala cantando "Pra Frente Brasil".

A secretária responsável pela pasta da Cultura prosseguiu, defendendo a opinião do presidente sobre a ditadura. "Houve tortura. Stalin, quantas mortes? Hitler, quantas mortes? Não quero arrastar um cemitério de morte nas minhas costas. Sou leve, tô viva! Vamo ficar vivo! Pra que olhar pra trás?", esquivou Regina. 

Ela ainda declarou que a Covid-19 está "trazendo uma mormidez insuportável . Isso é perigoso pra cabeça das pessoas".

    Veja Também

      Mostrar mais