Agência Brasil

funarte
Reprodução/Youtube
Dante Mantovani, agora ex-presidente da Funarte


O governo federal publicou, na noite desta segunda-feira (5), em edição extra do Diário Oficial da União, portaria que torna sem efeito  a nomeação do maestro Dante Mantovani como presidente da Fundação Nacional de Artes (Funarte). A portaria de nomeação, assinada pelo ministro-chefe da Casa Civil, Walter Braga Netto, havia sido publicada no Diário Oficial da União mais cedo.

Dante Mantovani já havia ocupado o mesmo cargo até março deste ano, quando foi exonerado da função após a atriz Regina Duarte assumir a Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo. A presidência da Funarte estava sendo exercida desde então pelo servidor Marcos Teixeira Campos, indicado por Regina.

Leia mais: Maestro Dante Mantovani reassume presidência da Funarte

A Funarte é o órgão federal responsável pelas políticas públicas de fomento às artes no país e alcança as áreas de circo, dança e teatro; de música, de concerto, popular e de bandas; de artes visuais; e também a preservação da memória das artes e a pesquisa na esfera artística. Atualmente, a Funarte é vinculada ao Ministério do Turismo.

Suspeita de desligamento

Mais cedo, a secretária especial da Cultura, Regina Duarte , disse acreditar que está sendo dispensada pelo presidente Jair Bolsonaro. Afirmação foi dita em áudio divulgado pela revista Crusoé e exibido pela CNN. 

"Então, assim, eles ainda estão decidindo. Está decidido. Eu não sei, não sei. Que loucura. Acho que ele está me dispensando", afirma Regina, que tomou posse do cargo no dia 4 de março. A declaração foi feita em meio à renomeação de Dante Henrique Mantovani para a Funarte.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários