Deputado
Reprodução
Após divulgação do caso, João Peixoto fez publicação para esclarecer o ocorrido e se defender das acusações

Neste sábado (2), uma foto que mostra o deputado João Peixoto (Democracia Cristã-RJ) participando de festa no último dia 28, data em que se realizou sessão online na Alerj, foi divulgada em reportagem do G1. Mais tarde, ele usou as redes sociais para se defender, ressaltar que houve "desinformação" e dizer que a foto é de 2019.

Leia também: Em depoimento de mais de 8 horas, Moro apresenta novas provas contra Bolsonaro

"Sempre trabalhei de forma correta e transparente, por isso, tenho a confiança da população onde me fez alcançar a marca de 7 mandatos. Sobre a foto que alguns meios de comunicação estão divulgando de forma desrespeitosa e equivocada, afirmo que a mesma foi feita em NOVEMBRO do ano de 2019 durante um aniversário que participei ao lado da minha família, no município de Campos dos Goytacazes", afirmou o deputado, compartilhando print da foto.

Na sequência, João Peixoto se defendeu da acusação de que estaria recebendo auxílio moradia da Alerj, ressaltando que este é um benefício para "deputados que moram longe da capital", mas que abriu mão do valor.

Leia também: Rio: médicas fazem festa de aniversário para pacientes internados com Covid-19

Por fim, sobre as ausências nas sessões online, que a nota aponta terem sido de sete em dez, o deputado afirmou que faz parte do grupo de risco do Covid-19 e que não participava presencialmente por este motivo. Porém, garantiu que suas faltas não queriam dizer que ele não estava trabalhando: "ao contrário, no mês passado participei reuniões que possibilitou a Alerj destinar 100 milhões aos 92 municípios do Estado do Rio de Janeiro na luta conta o Covid-19".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários