bolsonaro
Reprodução
Em conversa com jornalistas após uma caminhada no Palácio da Alvorada, o presidente disse que houve “ingerência” na decisão


Contrariando posicionamento da Advocacia-Geral da União (AGU), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) garantiu que vai recorrer da decisão do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF) de suspender a posse do delegado Alexandre Ramagem na diretoria-geral da Polícia Federal.

Durante uma conversa com jornalistas no Palácio da Alvorada, Bolsonaro disse a decisão teve uma"ingerência". Ao ser questionado sobre o posicionamento da AGU, ele respondeu: " Quem manda sou eu ".

Bolsonaro afirmou que vai fazer " de tudo " para que sua indicação seja escolhida. "Eu quero o Ramagem lá. É uma ingerência, né? Mas vamos fazer de tudo. Se não for, vai chegar a hora dele e eu vou colocar outra pessoa (...) É dever dela [AGU] recorrer, eu vou fazer de tudo para colocar o Ramagem", declarou.

Ele também foi interpelado pelos jornalistas se o atual secretário de Segurança do Distrito Federal, Anderson Torres, é uma opção caso a indicação de Ramagem não seja liberada. O presidente afirmou que há " várias opções " para o cargo.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários