homem falando em microfone
José Dias/PR
Jair Bolsonaro

O líder da oposição no Senado, Randolfe Rodrigues (PT), anunciou por meio das redes sociais na tarde desta sexta-feira (24) que vai protocolar “ainda hoje” um pedido de impeachment contra Jair Bolsonaro com base em supostos crimes cometidos pelo presidente e apontados pelo ex-ministro Sergio Moro.

Alguns dos pontos abordados discurso de demissão do ex-ministro Sergio Moro causaram polêmicas nas redes. Na fala, o ex-juíz afirmou que Bolsonaro reconheceu que a mudança na diretoria geral da Polícia Federal tinha cunho político e que ele gostaria de colocar no cargo alguém para quem ele “pudesse colher informações e relatórios de inteligência” sobre investigações específicas.

Leia também: Relembre frases de Bolsonaro garantindo autonomia total a Moro

Moro afirmou, ainda, que mesmo que o nome dele tenha aparecido na publicação do Diário Oficial da União que demitiu o ex-diretor geral da PF, Maurício Valeixo, ele não assinou nenhum papel e foi surpreendido com o anúncio chancelado com o nome dele na madrugada desta sexta.

“Entraremos ainda hoje com pedido de impeachment do Presidente da República, a partir das graves denúncias feitas pelo agora ex-ministro da justiça”, afirmou Randolfe.


    Leia tudo sobre: impeachment

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários