Governador de São Paulo, João Dória
Agência Brasil
Governador de São Paulo, João Dória

Em coletiva nesta sexta-feira (24), o governador João Doria (PSDB) se posicionou sobre a saída de Sergio Moro do ministério da Justiça. O governador foi extremamente crítico às posições do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e chegou a compará-lo a um vírus.

"A saída de Sergio Moro é um golpe na justiça, um golpe na liberdade e um golpe na democracia do Brasil. E lamento muito que nosso país tenha que combater e lutar contra dois vírus: o coronavírus e o outro vírus, que está no Palácio do Planalto em Brasília", declarou.

Leia mais: Alusão ao PT, pedido de pensão, interferência política, confira bombas de Moro

Doria teceu diversos elogios ao ex-ministro e afirmou que o estado de São Paulo reconhece o trabalho de Moro , que, segundo o governador, "ajudou a mudar a historia do país ao conduzir a operação lava-jato."

Veja também: No Twitter, Zambelli lamenta pedido de demissão de Moro

"Foi republicano , correto, agiu de forma diligente com as autoridades de segurança pública e da justiça de São Paulo", disse. "É lamentável que tenha tido a decisão amparada nessas circunstâncias para deixar a posição de ministro de Estado, da justiça e da segurança pública", completou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários