Bolsonaro e Moro
Carolina Antunes/PR
Bolsonaro deu entrevista coletiva nesta sexta sobre a saída de Sergio Moro do governo

Em pronunciamento no fim da tarde desta sexta-feira (24), o presidente Jair Bolsonaro acusou o ex-ministro da Justiça Sergio Moro de fazer pressão por uma vaga de ministro no Supremo Tribunal Federal (STF). Moro deixou o governo nesta manhã.

Leia também: De FHC a Doria: veja repercussão da demissão de Moro na web

"Mais de uma vez, o senhor Sergio Moro disse para mim: ‘o senhor pode trocar o Valeixo, sim. Mas em novembro, depois que o senhor me indicar para ministro do Supremo Tribunal Federal’", disse Bolsonaro. "Me desculpe, mas não é por aí", completou o presidente.

Mais cedo, em seu discurso de despedida, Moro negou ter pedido uma vaga no STF. O ex-ministro voltou a negar a acusação feita pelo presidente usando seu perfil no Twitter.

Bolsonaro se disse decepcionado e surpreso com Moro pela demissão e pela entrevista coletiva dada por ele na manhã desta sexta. "No dia que eu tiver que me submeter a um subordinado eu deixo de ser presidente", reforçou.

O presidente falou ainda que Moro tem " compromisso consigo próprio e com seu ego, e não com o Brasil ". "Uma coisa é admirar uma pessoa, outra é trabalhar com ela", disse também o presidente.

Veja o pronunciamento na íntegra:



    Veja Também

      Mostrar mais