Líder da bancada evangélica, Silas Câmara
Cleia Viana/Câmara dos Deputados
Líder da bancada evangélica, Silas Câmara

Líder da bancada evangélica, o pastor e deputado federal Silas Câmara (Republicanos-AM) divulgou na noite desta quarta-feira (15) que foi diagnosticado com o novo coronavírus (Sars-Cov-2). “No momento ele cumpre o protocolo de isolamento previsto para os infectados e, após exames num ambiente próprio, seguirá isolado em sua residência de Brasília”, afirmou uma nota publicada em seu Twitter.

Leia também: Coronavírus no Brasil: acompanhe a situação no País em tempo real

“Felizmente, os efeitos na saúde do deputado são quase imperceptíveis e tudo indica que muito em breve ele estará de volta às atividades normais”, concluiu a nota sobre o líder da bancada evangélica

Silas Câmara é pastor da igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo. Ele tem defendido, assim como a bancada, que templos evangélicos estejam abertos para receber fiéis, mesmo com as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) para que se evite aglomerações e se pratique o isolamento físico (novo termo utilizado pela OMS para o isolamento social).

“Sabemos que a Igreja é lugar de refúgio para muitos que se acham amedrontados e desesperados. A fé ajuda a superar angústias e é fator de equilíbrio psicoemocional. Por isso, neste momento de tanta aflição, é fundamental que os templos, guardadas as devidas medidas de prevenção, estejam de portas abertas para receber os abatidos e acolher os desesperados”, afirmou uma nota da bancada evangélica, divulgada em março.

Apesar de defender o funcionamento normal dos templos , em que fiéis manteriam distância um dos outros, o pastor queria que Luiz Henrique Mandetta (DEM), que defende o isolamento físico, permanecesse no cargo de ministro da Saúde, do qual foi demitido na tarde desta quinta-feira (16)

Leia também: De gripezinha a "não é tudo isso": vezes em que Bolsonaro minimizou coronavírus 

Veja o tuíte do líder da bancada evangélica :



    Veja Também

      Mostrar mais