bolsonaro
Agência Brasil
Presidente do Brasil Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro compartilhou nas redes sociais um vídeo com ataques às medidas de isolamento social adotadas para conter a expansão do novo coronavírus, o Covid-19, no Brasil. Em uma postagem feita nesta quarta-feira (15), Bolsonaro fez críticas ao ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta e ao governador de São Paulo, João Doria (PSDB), a partir de um vídeo intitulado "Os sócios da paralisia".

Leia também: "Bomba-relógio": casos de Covid-19 na zona oeste do Rio estão prestes a explodir, dizem especialistas

O vídeo foi publicado originalmente pelo jornalista Guilherme Fiuza, que cita um "show mórbido", destacando que não existem comprovações sobre o efeito mitigador do distanciamento social na prevenção do Covid-19 .

"Você está em casa assistindo o governador de São Paulo assumir a paternidade da cloroquina, o ministro da Saúde explicar que traficante também é gente, jornais estrangeiros publicar fotos de covas abertas para dizer que o Brasil não tem mais onde enterrar seus mortos, entre outras referências intrigantes e estridentes sobre o assunto. Se você está paralisado e catatônico é porque já sabe que isso é um show mórbido", diz o jornalista no vídeo compartilhado por Bolsonaro .

O impasse entre Mandetta e Bolsonaro são as recomendações de isolamento, o que fez com que o ministro da Saúde esteja com o cargo ameaçado desde a última semana.

Leia também: "Em toda sala, há um cadáver": o triste relato de uma enfermeira em Nova York

A equipe de Mandetta está avisada de que ele deve ser demitido porque Bolsonaro defende a retomada das atividades econômicas, associadas ao isolamento seletivo apenas para os grupos de risco, o que vai contra as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários