Governador de São Paulo João Dória
Agência Brasil
Governador de São Paulo João Dória

Doria  afirmou, em coletiva nesta segunda-feira (6), que voltou a sofrer ameaças , sobretudo voltadas à sua família, de pessoas que defendem o fim do isolamento social. Segundo ele, forma como o estado lida com a pandemia não vai mudar.

"Eu quero dizer a essas pessoas que ameaçam a mim, a minha esposa e aos meus filhos, que minha posição não muda. Defenderei minha família, mas não retrocederei um milímetro sequer na defesa do princípio da vida e daquilo que temos feito no Estado de São Paulo", disse. "Ameaças não me colocam medo, mas tristeza", completou.

Leia mais: Bolsonaro convoca todos os ministros para reunião no Palácio do Planalto

Segundo ele, as ameaças têm sido recebidas desde a semana passada e todas estão sendo encaminhadas ao departamento de investigação da Polícia Civil. O governador afirmou, ainda, que manteve o celular ativo justamente para facilitar a identificação dos autores. Seus filhos saíram de São Paulo para serem resguardados.

    Veja Também

      Mostrar mais