Presidente Jair Bolsonaro
Isac Nóbrega/PR
Bolsonaro defende o isolamento somente de pessoas nos grupos de risco

A bancada do PSOL na Câmara enviou ao Ministério Público Federal e ao procurador-geral da República, Augusto Aras , uma ação que pede que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) por propagandas defendendo o fim do isolamento social como medida de combate à pandemia do novo coronavírus .

O pedido da sigla é que seja aberto um inquérito para apurar a "postura negacionista e irresponsável" de Bolsonaro e tem como gancho a campanha #OBrasilNãoPodeParar, que o governo federal lançou em redes sociais oficiais estimulando a volta das pessoas ao trabalho.

Leia também: Prestigiada revista médica internacional cita erros de Bolsonaro em meio a crise

"A utilização de canais oficiais de comunicações do governo não pode ser contaminada por opiniões sem embasamento técnico e científico. O caso em tela fere, evidentemente, os princípios constitucionais e incorrendo nos artigos descritos na lei de improbidade administrativa, além do Código Penal", diz a representação do PSOL.

Nos últimos dias, Bolsonaro tem defendido o fim do isolamento social e pedido que a estratégia de combate à Covid-19 seja a proteção somente daqueles que estão no grupo de risco, como idosos e pessoas com comorbidades, no que ele chamou de "isolamento vertical". A ideia vai contra as recomendações da Organização Mundial da Saúde e as orientações iniciais dadas pelo Ministério da Saúde.

    Veja Também

      Mostrar mais