pessoas de mão para cima
Pexels
Permissão para cultos tem gerado polêmica no Brasil

O Diário Oficial da União desta quinta-feira (26) publicou a edição de um decreto feita pelo presidente Jair Bolsonaro que classifica atividades religiosas como essenciais durante a pandemia de coronavírus.

Por meio deste decreto, o funcionamento de templos religiosos fica permitido em todo o país mesmo durante o período de quarentena. A autorização, porém, é feita mediante compromisso dos templos de seguir as orientações dadas pelo Ministério da Saúde no momento de crise.

Leia também: Covid-19: São Paulo, Rio e Brasília podem somar 16 mil casos até próxima semana

Além dos templos religiosos, são consideradas atividades essenciais durante os tempos de pandemia: serviços de lotérica, de geração e transmissão de energia, de produção de petróleo, de pesquisa científica e laboratorial e de atividades médico-periciais.

Além dessas, atividades como assistência à saúde, transporte intermunicipal e interestadual e segurança pública também são consideradas essenciais.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários