Pacamebu
Reprodução

Estruturas já começaram a ser erguidas no estádio do Pacaembu

A prefeitura de São Paulo começou neste domingo (22) a montar a estrutura para a criação de dois mil leitos no estádio do Pacaembu, na região Oeste de São Paulo, e no Anhembi, centro de convenções na Zona Norte da cidade. O objetivo é receber, nestes locais, doentes menos graves acometidos pela doença. Um vídeo mostra todo o gramado do estádio mais tradicional de São Paulo com ferragens onde ficarão os leitos.

Leia também: Coronavírus: Brasil demorou mais que Itália e Espanha para atingir mil casos

De acordo com a assessoria da prefeitura, o projeto é de rápida conclusão, com uma veloz instalação da cobertura e refrigeração do ambiente. A expectativa é que os leitos do Pacaembu fiquem prontos até o início da próxima semana.

“Nesses espaços nós poderemos fazer o acompanhamento da população que não se encontra numa situação de alto risco, mas precisa de uma atenção do poder público”, disse o prefeito Bruno Covas.

Dos dois mil leitos, 200 serão implementados no estádio do Pacaembu, que será adaptado para receber os pacientes, em até duas semanas. Os outros 1.800 leitos serão no Complexo do Anhembi e devem ficar prontos em um prazo de três semanas.

Leia também: Governadores enganam o povo e são "exterminadores de emprego", diz Bolsonaro

As vagas nesses locais serão reguladas e disponibilizadas para pessoas que estão sendo atendidas em UBS e em hospitais. Além disso, novas estruturas como essas também poderão ser montadas em outras regiões da cidade, caso seja necessário.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários