aglomerações
Reprodução / Redes Sociais
Igrejas foram fechadas com o intuito de evitar aglomerações

O deputado Silas Câmara (Republicanos-AM), presidente da Frente Parlamentar Evangélica do Congresso Nacional, pediu a reabertura dos templos religiosos por meio de nota. As igrejas foram fechadas para evitar aglomeração de pessoas e ser vetor de contaminação pelo Covid-19, o novo coronavírus.

Leia mais: "Hoje vi pela primeira vez o governo tentando organizar a crise", diz Maia

"Sabemos que a Igreja é lugar de refúgio para muitos que se acham amedrontados e desesperados. A fé ajuda a superar angústias e é fator de equilíbrio psicoemocional. Por isso, neste momento de tanta aflição, é fundamental que os templos, guardadas as devidas medidas de prevenção, estejam de portas abertas para receber os abatidos e acolher os desesperados", diz a bancada.

A bancada complementou, ainda, que acredita "que a é uma grande aliada neste grave momento da nação, por isso não podemos limitá-la."

Diante do cenário, a bancada evangélica também disse que concede apoio irrestrito ao decreto do estado de calamidade pública , feito pelo governo federal. A decisão do governo permite que seja rompida a lei de teto de gastos.

Leia também: Sobe para quatro o número de mortes pelo coronavírus em São Paulo

"Reiteramos ainda nossa disposição plena de apoiar todas as medidas necessárias que visem garantir a proteção da saúde da população, bem como sua estabilidade social e econômica", afirmou o grupo, em nota.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários