Selma Arruda
Roque de Sá/Agência Senado
Justiça não definiu nova data para o pleito.

O Tribunal Superior Eleitoral ( TSE ) adiou nesta terça-feira a eleição suplementar para o cargo de senador em Mato Grosso, devido ao novo coronavírus. O posto é o ocupado atualmente pela senadora Selma Arruda (Podemos), que teve seu mandato cassado pela Justiça Eleitoral por abuso de poder econômico e caixa dois em dezembro.

Leia também: Deputado federal protocola pedido de impeachment de Bolsonaro

"O superveniente agravamento da capacidade de o Novo Coronavírus (COVID-19) infectar grande parte da população de forma simultânea, mesmo em locais que não tenham sido identificados como de transmissão interna, e a recente classificação da patologia como pandemia pela Organização mundial de Saúde (OMS) recomendam, além da adoção de medidas higiênicas, providências tendentes a restringir a aglomeração de pessoas, como ocorre durante a realização de eleições", diz o despacho da presidente do TSE, ministra Rosa Weber.

A eleição estava prevista para ocorrer em 26 de abril, mas ficará suspensa por tempo indeterminado, já que o TSE não indicou ainda uma nova data para o pleito. No documento, a Justiça Eleitoral afirma que não está descartada a possibilidade de fazer a eleição para o Senado junto com as eleições municipais de 2020, que estão programadas para outubro.

A decisão de suspender o pleito foi tomada após um pedido do Tribunal Regional Eleitoral do Mato Grosso (TRE-MT).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários