Parlamentares estão avaliando a possibilidade de interromperem os trabalhos por medo do novo coronavírus . Mesmo assim, a Câmara e o Senado adotaram medidas para restringir a circulação de pessoas e acesso ao Parlamento.

Leia também: Duas mil pessoas são denunciadas por violar isolamento de coronavírus na Itália

votação no congresso
Marcos Oliveira/Agência Senado - 24.9.19
Congresso derrubou 18 vetos da Lei de Abuso de Autoridade


Hoje (12) o secretário de Comunicação da Presidência da República Fábio Wajngarten foi diagnosticado com a doença. Recentemente ele viajou para os Estados Unidos com o Presidente Jair Bolsonaro. Isso causou preocupação dentre os parlamentares, que cogitaram a ideia de quarentena.

O Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) anunciou a medida de restrição de circulação de pessoas para evitar a disseminação do coronavírus no Plenário. "A prevenção é muito importante, por isso vamos restringir acesso, restringir presença, reduzir o número de audiências e dar orientação aos servidores, parlamentares e à sociedade em relação aos procedimentos necessários no controle ao coronavírus", disse em sessão para discutir a doença.

Na quarta-feira (11) a Organização Mundial da Saúde declarou pandemia do novo coronavírus, afirmando que o aumento de casos e mortes relacionados à doença irá aumentar nas próximas semanas, e por isso os países deverão tomar as medidas cabíveis para prevenção e contenção do vírus.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários