bolsonaro
Reprodução / Facebook
Após confirmação de coronavírus em secretário de Comunicação, Bolsonaro foi submetido a testes e aguarda resultados

Em uma live transmitida pelo Facebook nesta quinta-feira (12), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) usava máscara branca por suspeita de coronavírus e pedia que os movimentos de rua suspendam a manifestação do próximo domingo, dia 15 de março. 

Leia mais: Bolsonaro pede que não o visitem até sair resultado de teste do coronavírus

O pedido de Bolsonaro foi feito após a perspectiva de que o número de contaminados por coronavírus cresça nas próximas semanas no Brasil. No último final de semana, o presidente havia incentivado os atos no país.

“O que nós devemos fazer agora é evitar que haja uma explosão de pessoas infectadas, porque os hospitais não dariam vazão para atender todo mundo. Se o governo não tomar nenhuma providência, sobe, depois não dá mais e o sistema não suporta”, disse o presidente, que estava acompanhado do ministro da Saúde, Henrique Mandetta , que também estava usando uma máscara.

Leia também: Unesp determina quarentena de alunos e funcionários vindos do exterior

A ideia sugerida pelo presidente é suspender temporariamente a data da manifestação. "Depois de um mês, dois meses, faz", disse Bolsonaro , alegando que o movimento não é dele. Na visão do presidente, mesmo sem os protestos, o "recado" foi dado ao Congresso .

Assista ao pronunciamento completo, transmitido nas redes sociais.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários