DATENA
Isac Nóbrega/PR
Apresentador José Luiz Datena agora integra o partido MDB

O apresentador de TV José Luiz Datena assinou oficialmente sua filiação ao MDB . Cotado para concorrer à prefeitura de São Paulo este ano, o apresentador formalizou a ida para as fileiras do partido no fim da manhã desta quarta-feira. Ao assinar a ficha de filiação, Datena fez discurso defendendo a democracia e afirmou que ela só se fortalecerá quando "as instituições andarem de braços dados". Ele acrescentou que não se tratava de um "recado" a ninguém, mas destacou que "não existe nação sem democracia".

Leia também: Datena é sinal de "recuperação" do partido, diz presidente do MDB

" Escolho o partido que é um alicerce básico para a democracia do Brasil. Não existe nação sem democracia. Esse não é um depoimento, de forma alguma, de desagravo, esse não é um recado a quem quer que seja. Eu gosto do presidente da República, acho que tem um bom coração, mas o Brasil só será o Brasil quando o presidente, o Congresso e o Supremo, as instituições, andarem de braços dados", afirmou.

No fim do mês passado, Datena já tinha dito que era "muito provável" que ele fosse candidato nas eleições deste ano. Em entrevista ao GLOBO, o apresentador havia manifestado vontade de concorrer ao Senado nas eleições de 2022. As negociações avançaram para que ele se candidate já este ano, mas ainda não foi definido o cargo que ele deve disputar.

Além da possibilidade de ser cabeça de chapa, ele também disse que pode ser vice do atual prefeito da capital paulista, Bruno Covas ( PSDB ), que deve tentar a reeleição. Na saída da Câmara, ele evitou cravar se seria cabeça de chapa ou vice de Covas. "É provável que um dos dois. Tancredo (Neves) dizia que manchete para articulação não é boa", limitou-se a declarar.

Leia também: Bolsonaro cita poder de veto após Regina falar sobre "carta branca" na Cultura

Datena é especulado para as eleições desde 2018. Na época, era cotado como senador por São Paulo. No entanto, ele não se filiou a partido nenhum e acabou não concorrendo. Ao assinar a ficha de filiação no fim desta manhã, ele afirmou que este é "o momento certo".

"É por este povo que eu já tentei entrar na política algumas vezes e recuei. Recuei porque achei que não era o momento certo. Agora eu acho que é", concluiu.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários