Militares em tanque de guerra
LC Moreira / Parceiro / Agência O Globo
Militares estão atuando na segurança das ruas no Ceará

O governador do Ceará , Camilo Santana (PT), encaminhou nesta quarta-feira (26) um pedido ao governo federal para que prazo do decreto de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) assinado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) seja prorrogado. De acordo com a medida, os militares do Exército ficarão no estado até esta sexta (28).

O Ceará vive uma crise na área da segurança pública depois que os policiais e bombeiros entraram em greve por aumento salarial. O pedido, no entanto, mostra que o governo estadual não vislumbra que a situação vai se normalizar no curto prazo.

Enquanto o decreto está vigente, os militares do Exército estão sendo os responsáveis por manter a população em segurança. Mesmo assim, a violência no estado só tem aumentado nos últimos dias.

Desde o início do motim dos policiais militares até segunda-feira (26), 170 pessoas foram assassinadas. Nesse mesmo período, 43 PMs foram presos por participar dos movimentos de paralisação .

    Veja Também

      Mostrar mais