Sergio Moro
Isaac Amorim/MJ
Ministro Sergio Moro, da Justiça e Segurança Pública

O ministro da Justiça, Sergio Moro , afirmou que a Operação Lava Jato , o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) e a eleição de Jair Bolsonaro não são fatos conectados. O ministro deu uma entrevista para o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) que foi divulgada nas redes sociais neste sábado.

"São fatos que não têm uma concatenação, a Lava Jato, juntamente com a questão do impeachment e a eleição do presidente Jair Bolsonaro são movimentos que foram distintos. Claro que existe um contexto no qual o presidente foi eleito, mas o impeachment não tem nada a ver com a eleição do presidente Jair Bolsonaro, são coisas dissociadas", disse o ministro.

Leia também: Não se resolve a criminalidade abrindo as portas de cadeias, diz Moro

Moro fez o comentário no contexto de uma pergunta sobre o documentário Democracia em Vertigem , da cineasta Petra Costa, que foi indicado para o Oscar de 2019. O deputado Eduardo Bolsonaro perguntou se o ministro havia assistido ao filme e afirmou que o documentário "beira a ficção".

Em sua análise, o ministro da Justiça disse que só assistiu ao filme depois da indicação ao Oscar. Ele disse que a diretora foi honesta ao deixar clara sua perspectiva no início do filme, mas afirmou também que o documentário mostra uma “visão muito deturpada” dos acontecimentos.

"A diretora no começo é bastante honesta, aponta, 'olha eu sou muito simpática ao Partido do Trabalhadores (PT), Lula é meu herói', então fica muito claro que ela tem uma perspectiva. Para um documentário, acho que presta realmente um desserviço aos fatos porque é uma visão muito deturpada daqueles acontecimentos."

Leia também: Padrinho de casamento de Carla Zambelli, Moro elogia deputada: "guerreira"

O ministro continuou sua crítica e disse que a Lava Jato teve grande apoio da população.

"Impeachment e a própria Lava-Jato tiveram um maciço apoio da população brasileira inclusive as maiores demonstrações de massa, de rua desde as diretas já. As pessoas contra, não vou dizer contra o governo da presidente, contra um sistema de corrupção muito forte e isso fica muito escondido no filme e passa ao meu ver para as pessoas uma visão errada sobre o Brasil", disse Moro.

    Leia tudo sobre: impeachment

    Veja Também

      Mostrar mais