Marta Suplicy
Divulgação
Marta Suplicy pode tentar mais uma vez ser prefeita de São Paulo


A ex-prefeita de São Paulo, Marta Suplicy, pode tentar mais uma vez o posto nas eleições de 2020. Sem partido desde o ano passado, quando deixou o MDB, ela negocia a filiação pela Rede Sustentabilidade, que tem nela o nome mais forte para a disputa eleitoral. 

Leia também: PDT espera Marta, mas já planeja plano B com Orlando Silva ou Márcio França

Marta Suplicy participou de um jantar na última quinta-feira (6) junto com dirigentes da Rede Sustentabilidade em São Paulo. Ela é bem próxima de Marina Silva, presidente do partido, de quem foi colega no PT.

Na última eleição municipal, Marta foi candidata a prefeita pelo MDB, mas terminou na quarta posição, atrás de João Doria (PSDB), Fernando Haddad (PT) e Celso Russomano (PRB). Ela foi prefeita da capital mais populosa do País de 2001 a 2005, no tempo em que era filiada ao PT.

Buscando maior apoio para uma possível candidatura à prefeitura de São Paulo , a Rede Sustentabilidade busca a mesma dobradinha das eleições de 2018, convidando o PV para a vaga de vice na chapa.

Leia também: Marta Suplicy negocia com Rede e PDT para tentar prefeitura de São Paulo

Ex-esposa de Eduardo Suplicy, Marta Suplicy era um dos nomes mais conhecidos do PT, partido que deixou em 2015 através de carta em que se dizia surpreendida com os escândalos de corrupção. Filiada ao MDB e senadora, votou a favor do impeachment de Dilma Rousseff, de quem havia sido ministra da Cultura. Pelo partido, tentou voltar  a ser prefeita em 2016, não conseguindo.

    Veja Também

      Mostrar mais