Ministro Luiz Fux%2C do STF
Nelson Jr./SCO/STF
Ministro Luiz Fux, do STF

O ministro Luiz Fux , do Supremo Tribunal Federal (STF), quer votar a medida do juiz de garantias antes que ele assuma presidência da Corte, em setembro, e perca a relatoria do caso. A informação é da colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo .

Durante a quinzena em que o ministro ficou de plantão no recesso do Judiciário, ele contrariou uma decisão do ministro Dias Toffoli , presidente da Corte, tomada durante sua escala de plantão. Toffoli tinha dado prazo de seis meses para a implantação do juiz de garantias com o objetivo de criar regras de transição.

Leia também: Em três anos, Brasil descumpriu 74% dos pedidos de cooperação investigativa

A decisão foi contrariada por Fux, que suspendeu por tempo indeterminado a implantação da medida. O juiz de garantias faz parte da lei anticrime, de autoria do ministro Sergio Moro, da Justiça e Segurança Pública, e foi incluida no texto pelo Congresso Nacional.

    Veja Também

      Mostrar mais