Ministro da Justiça%2C Sergio Moro%2C
Agência O Globo / Zimel
Ministro da Justiça, Sergio Moro,

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, é o convidado da próxima quarta-feira (12) da comissão especial que analisa a volta da prisão após condenação em segunda instância (PEC 199/19).

No ano passado, o Supremo Tribunal Federal decidiu que ninguém deveria ser considerado culpado até que haja uma sentença final, ou seja, até que sejam esgotadas todas as possibilidades de recursos.

Leia também: Bolsonaro autoriza emprego das Forças Armadas em presídio de Brasília

O deputado José Nelto (Podemos-GO) é um dos autores dos requerimentos que pediram a vinda de Moro . “O ministro Moro é essa reserva moral que vai dar o seu ponto de vista se nós estamos no caminho correto ou não. E o que ele pode contribuir para que o Congresso Nacional possa votar a prisão em segunda instância o mais rápido possível e dentro da legalidade."

Para o presidente da comissão especial, Marcelo Ramos (PL-AM), será possível votar a proposta até março porque a maior parte dos parlamentares é favorável. O prazo de emendas já se encerrou e nenhuma emenda foi apresentada.

Segundo Marcelo Ramos, a proposta não vai servir só para ações criminais; mas para processos que reivindiquem créditos trabalhistas ou que contestem cobranças tributárias.



    Veja Também

      Mostrar mais