Bolsonaro
Jorge William / Agência O Globo
Presidente Jair Bolsonaro falou sobre as eleições municipais deste ano

Cauteloso ao comentar possíveis apoios a candidaturas nas eleições municipais de 2020, o presidente Jair Bolsonaro deu um recado para os ministros de seu governo que têm pretensões eleitorais neste ano e prometeu demitir quem usar o ministério para influenciar as disputas. "Abra o jogo, se não vai pegar cartão vermelho de primeira", afirmou em entrevista ao jornal "O Estado de S. Paulo" publicada nesta quinta-feira (6).

Leia também: Em depoimento, Flordelis se contradiz e muda versão sobre noite do crime

Apesar da advertência, Bolsonaro diz não ver movimentação por parte de nenhum integrante das 22 pastas existentes para ser vereador ou prefeito. "É direito deles, mas usar o ministério não posso admitir".

Sobre a sua influência na corrida eleitoral, Bolsonaro deixou no ar se pretende apoiar, por exemplo, o pré-candidato a prefeitura de São Paulo José Luiz Datena: "venho conversando com ele".

Acusado pelo governador de São Paulo, João Doria , de manter um discurso populista sobre zerar tributos federais para diminuir o preço do combustível, Bolsonaro se irritou durante a entrevista. "Vamos falar de coisa séria? Não me vem falar desse nome para mim. Pergunte se ele sabe o que é "Bolsodoria" e se eu autorizei a usar alguma vez na vida".

Leia também: Doria, Huck ou Ciro? Maia defende nome único do centro para eleições de 2022

    Veja Também

      Mostrar mais