Tríplex com bandeira de militantes na sacada
Reprodução/Mídia Ninja
Tríplex do Guarujá atribuído a Lula foi ocupado pelo MTST

A Justiça rejeitou uma denúncia do Ministério Público Federal (MPF) contra o ex-presidente Lula que o acusa de incitar a invasão do tríplex em Guarujá, no litoral Sul de São Paulo, em abril de 2018. A informação é da colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo . A decisão foi assinada pela juíza Lisa Taubemblatt, da 6ª Vara Federal de Santos. 

Segundo o MPF, o petista incitou militantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) a invadir o imóvel durante um discurso que ele fez antes de se entregar à Polícia Federal.

Leia também: Após sítio e tríplex, processo sobre instituto de Lula para na Justiça do Paraná

"Ainda que a denúncia descreva exatamente como o acusado convocou, instigou e estimulou os corréus a perpetrarem a invasão do 'Tríplex do Guarujá', não vinculou de modo conclusivo, necessário e determinante a conduta individual do agente ao evento delituoso", escreveu a magistrada.

A decisão, no entanto, beneficia apenas o ex-presidente. Guilherme Boulos e outros militantes do MTST, como Anderson Dalécio Feliciano, Andreia Barbosa da Silva e Ediane Aparecida do Nascimento, também acusados pelo MPF, seguem como corréus da ação. 

    Leia tudo sobre: Lula

    Veja Também

      Mostrar mais