Rodrigo Maia arrow-options
Luis Macedo/Câmara dos Deputados
Rodrigo Maia afirmou que pronunciamento é "inaceitável"

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta sexta-feira (17), que o secretário de Cultura do governo, Roberto Alvim, deve ser "afastado urgente" do cargo. 

Leia também: Repórter pergunta sobre Fabio e Bolsonaro responde: "está falando da tua mãe?"

Alvim causou polêmica na noite da quinta-feira (16) após a divulgação de um vídeo institucional em que copia trechos de um discurso de Joseph Goebbels, ministro da Propaganda do regime nazista. Em sua conta do Twitter, Maia afirmou que o secretário "passou dos limites". 

"O secretário da Cultura passou de todos os limites. É inaceitável. O governo brasileiro deveria afastá-lo urgente do cargo", declarou. 



Além do discurso, a estética do vídeo, o tom de voz, a expressão e a trilha sonora do vídeo de Roberto Alvim também fizeram com que os internautas comparassem o pronunciamento a uma propaganda nazista. O assunto se tornou um dos mais comentados do Twitter. Assista: 



    Veja Também

      Mostrar mais