homem de terno falando em microfone arrow-options
Carolina Antunes/PR
Fábio Wajngarten, chefe da Secretaria de Comunicação

O presidente Jair Bolsonaro defendeu nesta quinta-feira o secretário especial de Comunicação Social da Presidência da República ( Secom ), Fabio Wajngarten . Bolsonaro afirmou que, pelo que ele analisou até agora, "está tudo legal" com Wajngarten e disse que ele irá continuar no cargo.

Leia também: Chefe da Secom, Wajngarten diz ter se afastado de empresa antes de assumir cargo

"Não vou te responder isso daí", disse Bolsonaro, na saída do Palácio da Alvorada, questionado sobre se Wajngarten deveria deixar sua empresa. "Se for ilegal, a gente vê lá na frente. O que eu vi até agora, está tudo legal com o Fabio. Vai continuar. É um excelente profissional. Se fosse um porcaria igual alguns que tem por aí, ninguém estaria criticando ele".

Leia também: Irmão de administrador da empresa de Wajngarten é número 2 na Secom

Na quarta-feira (15), reportagem do jornal "Folha de S.Paulo" mostrou que a empresa de Wajngarten tem contratos em vigor com emissoras de televisão e agências de publicidade que recebem verbas do governo federal. É tarefa da Secom direcionar os recursos de propaganda do Palácio do Planalto. O caso será analisado pela Comissão de Ética Pública da Presidência da República em sua primeira reunião do ano, no próximo dia 28. O secretário nega ter cometido irregularidades.

    Veja Também

      Mostrar mais