Tamanho do texto

Ministro afirmou que concursos selecionam pessoas com viés de esquerda

Fernando Haddad (PT) arrow-options
Tânia Rêgo/Agência Brasil
Fernando Haddad (PT)

O ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), questionou na manhã desta segunda-feira (13) a aprovação do ministro da Educação, Abraham Weintraub, em um concurso público e o chamou de semianalfabeto. 

Leia também: Planalto vai gastar R$ 343 mil com pneus dos carros da presidência

"Como Weintraub passou num concurso público como candidato único com apenas título de mestre para uma universidade federal prestigiada, sendo de extrema-direita e semianalfabeto?", escreveu Haddad em sua conta do Twitter. 

O petista compartilhou uma notícia sobre um vídeo que o presidente Jair Bolsonaro publicou nas redes sociais, em que Weintraub afirma que concursos públicos selecionam pessoas com viés de esquerda. 

"Entre na internet e veja como foi o último concurso público da Abin (Agência Brasileira de Inteligência). Se você ver, é um concurso que não tem praticamente nada de matemática e está lá falando governo estado-unidense. Então você, na seleção, já seleciona pessoas com viés de esquerda nos concursos, como é o Enem", diz o ministro.