bolsonaro
Isac Nóbrega/PR - 26.7.19
Bolsonaro afirmou durante entrevista a Datena que acredita em operação contar outro filho

O presidente Jair Messias Bolsonaro (sem partido) disse em entrevista ao apresentador José Luiz Datena, na tarde desta terça-feira (24), que tem conhecimento sobre "uma nova intenção de que seja realizada operação de busca e apreensão na casa de outro filho". O governador  Wilson Witzel  (PSC) foi acusado pelo presidente de estar por trás de uma conspiração que tenta incriminá-lo. 

Leia mais: Bolsonaro diz que perdeu parcialmente a memória após queda em banheiro

"Hoje chegou também ao meu conhecimento, eu não tenho como comprovar, mas esse mesmo agente político lá do Rio de Janeiro acertou gravações entre bandidos citando meu nome, para divulgar em uma grande rede de televisão depois. Isso acabou sendo abortado, porque estourou antes da hora essa intenção deles. A nova intenção deles, eu não tenho como comprovar, mas querem fazer uma busca e apreensão na casa de um outro filho meu, já, pelo que tudo indica, fraudando provas, plantando provas falsas dentro da casa dele".

Questionado sobre haver uma "carga de campanha política" sobre  Flávio Bolsonaro  em função de uma disputa presidencial antecipada, Bolsonaro disse que a possibilidade é inexistente. 

Leia também: Reforma ministerial: saiba quais ministros podem sair já no início de 2020

"Eu te digo em primeira mão, toda hora chega uma maneira aqui para mim: tentaram colocar o caso Marielle no meu colo. Eu estava em  Brasília , foi lá a polícia do governador ouvir o porteiro sobre esse episódio. Eu estava em Brasília, mesmo assim tentaram empurrar pra mim".

Os comentários foram feitos após Datena perguntar a  Bolsonaro  sobre a investigação em curso sobre o senador Flávio Bolsonaro que, segundo ressaltou o presidente, corre "em segredo de Justiça" e que foi "vazada ilegalmente" para uma rede de TV, em referência à TV Globo.

    Veja Também

      Mostrar mais