Flávio Bolsonaro  está sendo investigado pelo Ministério Público
Jane de Araújo/Agência Senado
Flávio Bolsonaro está sendo investigado pelo Ministério Público

O senador Flávio Bolsonaro (sem partido-RJ) também foi alvo de buscas e apreensão da operação realizada pelo Ministério Público (MP) nesta quarta-feira (18). O endereço visitado pelo MP foi a loja da franquia Kopenhagen do qual ele sócio, no Via Parque Shopping.

Leia mais: "Pelo jeito, vamos recolher assinaturas do novo partido no braço", diz Bolsonaro

Mandados de busca e apreensão em endereços de ex-assessores de Flávio também foram cumpridos tanto na capital do Rio de Janeiro quanto em Resende, localizado no Sul do Estado. 

As medidas cautelares foram solicitadas durante a investigação sobre lavagem de dinheiro e desvio de dinheiro público ligado ao antigo gabinete do senador, da época em que ele era deputado estadual na Assembleia Legislativa do Rio. 

Estão entre os investigados Fabrício de Queiroz , ex-chefe de segurança de Flávio e seus familiares. Parentes de Ana Cristina Siqueira Valle , ex-mulher do presidente Jair Bolsonaro , também é investigada. 

Você viu?

Leia também: Aliança pelo Brasil inicia campanha que encoraja desfiliação de outros partidos

As medidas desta quarta-feira (18) recaem principalmente sobre os assessores que tiveram sigilo fiscal e bancário quebrados pelo Tribunal de Justiça do Rio, em abril deste ano. Ao todo, 96 pessoas e empresas foram alvo da 27ª Vara Criminal do Rio, que tem como titular o juiz Flávio Itabaiana de Oliveira Nicolau. 

O advogado de defesa de Flávio Bolsonaro , Frederick Wassef , disse que o seu cliente não teme os resultados da operação. “O Flávio está surpreso (com a operação desta quarta, 18), mas zero de preocupação. Como eu também. Nada de ilegal vão encontrar, como não encontraram na quebra do sigilo bancário e fiscal”, disse Wassef ao blog do jornalista Fausto Macedo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários