Tamanho do texto

Grupo argumenta que o ministro STF e presidente da Corte cometeu abuso de autoridade por ter solicitado cópias de relatórios do Coaf

Presidente do STF Dias Toffoli arrow-options
Paulo Guereta/Photo Premium/Agência O Globo - 12.8.19
Toffoli chagou a pedir dados do Coaf de 600 mil pessoas

O MBL  (Movimento Brasil Livre) protocolou nesta quinta (21) um pedido de impeachment do ministro Dias Toffoli , presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), no Senado

De acordo a colunista Mônica Bergamo, o documento enviado pelo grupo diz que o ministro cometeu abuso de autoridade ao ter solicitado no mês passado que o Banco Central enviasse cópias dos relatórios produzidos pela Unidade de Inteligência Financeira (UIF).

Leia também: Toffoli vota por limitar compartilhamento de dados financeiros com MP

"Extrai-se o evidente abuso de poder por parte do Representado, que serviu-se de suas funções constitucionais como ministro do Supremo Tribunal Federal para sobrepor o ordenamento jurídico, direitos e garantias individuais, emitindo decisão confusa e desconexa de acordo com sua própria conveniência", escreveu o MBL.

As informações que seriam enviadas pelo antigo Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) teria dados sigilosos de 600 mil pessoas, incluindo físicas e jurídicas. Ele voltou atrás na decisão dias depois .

    Leia tudo sobre: impeachment