Tamanho do texto

Segundo colunista, haveria um clima de hostilidade entre os dois após uma discussão pública na Câmara

Carlos bolsonaro arrow-options
Renan Olaz/CMRJ
Carlos Bolsonaro

A Polícia Civil trabalha com uma nova hipótese no assassinato da vereadora Marielle Franco e de seu motorista Anderson Gomes. De acordo com o colunista Kennedy Alencar, da Rádio CBN, nos bastidores das linhas de investigação, comenta-se o envolvimento do vereador Carlos Bolsonaro no caso. As informações foram divulgadas nesta quarta-feira (20).

Leia também: Porteiro que citou Bolsonaro no caso Marielle recua e diz que se enganou

Segundo o colunista, Carlos e Marielle tiveram uma discussão pública na Câmara Municipal do Rio e haveria relatos de que o vereador se recusava a entrar no elevador se a parlamentar estivesse dentro.

Ainda de acordo com Kennedy, a linha de investigação mostrou que o vereador teria relação próxima com Ronnie Lessa, conhecido assassino profissional do Rio acusado de ter disparado contra Marielle e Anderson. A polícia trata com cautela essa hipótese, mas ela faz parte da apuração do caso.

Leia também: Bolsonaro lamenta tentativa de ligar seu nome com caso Marielle: "fico chateado"

A reportagem tenta contato com a assessoria do vereador Carlos Bolsonaro.