Bolsonaro sugeriu que poderia usar sua caneta para ter apoio
Alan Santos/PR
Bolsonaro sugeriu que poderia usar sua caneta para ter apoio

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que, caso deixe o PSL , o partido acabará e não terá mais sucesso. E fez um alerta: a legenda vai se pulverizar e "perder muita gente" numa futura janela. Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo , publicada nesta terça-feira (29), Bolsonaro afirmou ainda que poderia usar uma caneta Bic poderosa para comprar apoio em benefício próprio ou da família, mas que não pretende usá-la para isso.

"Eu estou tentando serenar os ânimos, se eu sair do partido ele se acaba, não vai mais ter sucesso. O PSL vai se pulverizar. E numa futura janela muita gente vai sair se o partido continuar dessa maneira", afirmou Bolsonaro.

Em viagem oficial à Arábia Saudita, o presidente disse também que a briga que envolve seu grupo e o do presidente do PSL, Luciano Bivar, não é por dinheiro, e sim para saber o destino dos recursos públicos destinados ao partido.

Leia também: Bolsonaro pede desculpas ao STF e diz que publicação de vídeo foi um 'erro'

"Eu tenho a (caneta) Bic que tem um poder enorme. Temos ministérios, estatais, diretorias de banco. Se eu quisesse, poderia usar isso aí para comprar alguns apoios. Mas não pretendemos fazer isso. Não estamos fazendo. A briga (com o PSL), da minha parte, não é por dinheiro do fundo, minha caneta é poderosíssima. Eu quero é transparência", disse o presidente. "Se alguns radicais que estão contra mim mostrarem as contas não tem problema nenhum. Simplesmente volta a conviver numa boa", acrescentou.

Mesmo afirmando que busca um entendimento com o PSL, Bolsonaro não descartou a possibilidade de criar um novo partido. O presidente disse ser "um paraquedista e quando sai do avião tem que ter um paraquedas reserva se algo der errado.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários