Ministro Celso de Meelo
Nelson Jr./SCO/STF - 14.2.19
Celso de Mello criticou publicação de Bolsonaro

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), disse nesta segunda-feira (28) que o vídeo publicado por Bolsonaro no Twitter é um sinal de que "o atrevimento presidencial parece não encontrar limites". A publicação foi feita mais cedo no perfil do presidente e mostrava um leão sendo incomodado por hienas com os logotipos do PT, PSL, STF, OAB e a palavra "imprensa". Após a repercussão negativa, o vídeo foi apagado.

Procurado pelo jornal Folha de São Paulo, o ministro disse que, "além de caracterizar absoluta falta de 'gravitas' e de apropriada estatura presidencial, também constitui a expressão odiosa (e profundamente lamentável) de quem desconhece o dogma da separação de poderes e, o que é mais grave, de quem teme um Poder Judiciário independente e consciente de que ninguém, nem mesmo o Presidente da República, está acima da autoridade da Constituição e das leis da República".

Leia também: Bolsonaro posta vídeo em que se compara a leão alvo do PT, PSL, STF e imprensa

No final do vídeo, um outro leão com as palavras “conservador patriota” se aproxima do leão que era incomodado pelas hienas o ajuda a se livrar delas. Ele ainda com apelo: “Vamos apoiar o nosso presidente até o fim e não atacá-lo”. “Já tem a oposição pra fazer isso!”, diz a mensagem.

    Veja Também

      Mostrar mais