Moro disse que respeita qualquer decisão do STF
Adriana Spaca / FramePhoto / Agência O Globo
Moro disse que respeita qualquer decisão do STF

O ministro de Justiça e Segurança Pública , Sergio Moro , disse em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo , que não vê a possibilidade de anulação de condenações na Operação Lava Jato . A declaração foi dada após o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli , presidente da Corte , marcar para esta quinta-feira (17) o julgamento das ações sobre a possibilidade de prisão em segunda instância , ou seja, antes de se esgotarem todos os recursos possíveis.

Desde 2016, o entendimento majoritário na Corte é de que a pena pode ser executada após decisão em segunda instância. A orientação agora poderá mudar. Existe a possibilidade de que o réu possa aguardar em liberdade por mais tempo. O julgamento será realizado em plenário, com os onze ministros.

Diante da possibilidade dessa mudança, Moro ainda disse que "respeita qualquer decisão do Supremo". 

Hoje, o entendimento do tribunal é que réus nessa condição possam ser submetidos ao cumprimento antecipado da pena. Se o plenário mudar de posição, as prisões voltariam a ser decretadas somente depois de analisados todos os recursos judiciais ao alcance do réu. Neste caso, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva poderia ser libertado.

Toffoli estudava uma data mais adequada para julgar os processos sobre segunda instância desde setembro do ano passado, quando tomou posse na presidência do STF . No fim do ano passado, chegou a dizer que agendaria os casos para antes da Páscoa, mas recuou da própria decisão. Agora, diante da pressão de colegas, disse a interlocutores que o momento é favorável para se debater o assunto em plenário.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários