Léo Pinheiro
Reprodução/Lava Jato
Léo Pinheiro

Dois dias após homologação do seu acordo de delação premiada, o ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro, saiu da prisão na carceragem da Polícia Federal em Curitiba na noite dessa terça-feira (17).

Agora, o executivo da OAS que estava preso desde 2016 será monitorado por uma tornozeleira eletrônica dentro de casa, em São Paulo. Um familiar foi responsável por buscá-lo na capital paranaense. 

Leia também: Ministro Fachin homologa acordo de delação de Léo Pinheiro

"Léo Pinheiro colaborou com a justiça , prestou todos os esclarecimentos devidos, apresentou provas, portanto, fez jus ao direito de cumprir a sua pena na sua residência", afirmou representante da defesa de Léo, Maria Francisca Accioly, em declaração à colunista Bela Megale.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários