Tamanho do texto

Abraham Weintraub afirmou que Emmanuel Macron "não está a altura" do embate contra Bolsonaro sobre a Amazônia e fez comparação com Lula

Abraham Weintraub arrow-options
Reprodução/Youtube
Ministro da Educação Abraham Weintraub

O ministro da Educação Abraham Weintraub publicou, neste domingo (25), uma série de tweets com xingamentos ao presidente da França, Emmanuel Macron, que enfrenta um embate com Jair Bolsonaro por conta dos incêndios na Amazônia. 

Leia também: Macron diz que brasileiros merecem presidente "que esteja à altura do cargo"

Em sua conta do Twitter, Weintraub afirmou que a França é uma "nação de extremos" que "gerou iluministas e comunistas". "O Macron não está a altura deste embate. É apenas um calhorda oportunista buscando apoio do lobby agrícola francês", escreveu o ministro da Educação. 


"Não se trata de dizer que a França é um país que amamos odiar ou odiamos amar. Assim como nós, os franceses estão enfrentando as mesmas ameaças globais, porém, em estágio mais avançado dominação. Além disso, elegeram um governante sem caráter, porém, isso nós também já fizemos...", continuou. 



Weintraub também fez uma comparação com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e chamou o presidente francês de "cretino", cometendo erros de ortografia no nome de Macron . "Os franceses elegeram esse Macrón, porém, nós já elegemos Le Ladrón, que hoje está enjauladón...Ferro no cretino do Macrón, não nos franceses...", escreveu.