Tamanho do texto

Presidente da Câmara, Rodrigo Maia também falou sobre o tema e afirmou que fim das coligações vai levar a reorganização partidária no Brasil

ACM neto arrow-options
Reprodução/Facebook
Presidente do DEM ressaltou que não participou de qualquer conversa sobre o tema

Dias depois de destacar que, com o fim das coligações nas eleições, a fusão entre DEM e PSDBera uma "forte possibilidade", o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia , negou que vá haver qualquer discussão neste sentido antes do pleito de 2022. Pelo Twitter, o deputado afirmou que os líderes partidários não debatem no momento esta opção, repercutida por diferentes veículos de imprensa.

Leia também: "Apaga tudo", disse Flordelis a filho antes de jogar celular do pastor no mar

"Não está acontecendo este debate. Hipótese de qualquer discussão somente após as eleições de 2022", escreveu o presidente da Câmara.

Em tom mais incisivo, o presidente nacional do DEM e prefeito de Salvador, ACM Neto , ressaltou não ter participado de qualquer conversa sobre fusão com PSDB ou PSD. Ele acrescentou a prioridade do partido é "consolidar" o próprio caminho.

"A prioridade absoluta do DEM é consolidar o seu caminho de crescimento, se mantendo como o partido que vai conduzir a agenda de construção de um novo país", destacou no Twitter ACM Neto, que disse lamentar as "especulações infundadas" na imprensa.

Nesta terça-feira, Maia havia destacado que o fim das coligações colocava a necessidade de uma reorganização partidária. Com ela, na visão dele, o Brasil voltaria a ter três, quatro, cinco " partidos fortes".

Leia também: Alcolumbre lidera frente contra resistência a Eduardo Bolsonaro em embaixada

"Um desses partidos fortes será certamente, com uma forte possibilidade daqui a alguns anos, o DEM e o PSDB com uma mesma força, como um mesmo partido de representação de um segmento importante da sociedade a nível nacional", explicou Maia , durante reunião em que o deputado Alexandre Frota (SP), recém-filiado ao PSDB, foi apresentado à bancada tucana.