Tamanho do texto

Proposta de autoria do senador Siqueira Campos está tramitando na Casa e aguarda designação de relator; justificativa é diferença de colonização

Siqueira Campos arrow-options
Marcos Oliveira/Agência Senado
Siqueira Campos

O senador Siqueira Campos (DEM-TO), protocolou um projeto de decreto legislativo para a criação do estado do Maranhão do Sul. Com a assinatura de mais 27 parlamentares, a proposta já está tramitando na Comissão de Constituiçãoe e Justiça (CCJ) da Casa e aguarda a designação de um relator. 

Leia também: Apresentado relatório de PEC que impede embaixadores não diplomatas

O senador afirma que a ideia é dividir o Maranhão em dois por conta da diferença na colonização entre o norte e o sul do estado. Na justificativa, ele alega que o norte foi colonizado por imigrantes portugueses, franceses e holandeses, enquanto o sul abrigou principalmente nordestinos. 

"No século dezenove, intelectuais tangidos da revolução de 1817 fixaram-se na parte sul do estado, sonhando em estabelecer a República do Sul do Maranhão. O movimento não progrediu, sobretudo por causa da proclamação da independência do País em 1822", diz um trecho do texto. 

Caso o projeto seja aprovado, o Maranhão do Su l seria composto pelos municípios de Açailândia, Alto Parnaíba, Amarante do Maranhão, Arame, Balsas, Barra do Corda, Benedito Leite, Bom Jesus das Selvas, Buriticupu, Buritirana, Campestre do Maranhão, Carolina, Cidelândia, Davinópolis, Estreito, Feira Nova do Maranhão, Fernando Falcão, Formosa da Serra Negra, Fortaleza dos Nogueiras, Governador Edison Lobão, Grajaú, Imperatriz, Itaipava do Grajaú, Itinga do Maranhão, Jenipapo dos Vieiras, João Lisboa, Lajeado Novo, Loreto, Mirador, Montes Altos, Nova Colina, Nova Iorque, Pastos Bons, Porto Franco, Riachão, Ribamar Fiquene, Sambaíba, São Domingos do Azeitão, São Félix de Balsas, São Francisco do Brejão, São João do Paraíso, São Pedro da Água Branca, São Pedro dos Crentes, São Raimundo das Mangabeiras, Senador La Roque, Sítio Novo, Sucupira do Norte, Tasso Fragoso e Vila Nova dos Martírios.