Tamanho do texto

Governador de São Paulo respondeu às críticas de Gleisi Hoffmann, que alegou que o ex-presidente corria risco com a "polícia de João Doria"

Doria arrow-options
Governo do Estado de São Paulo
"Poderá fazer algo que jamais fez na vida: trabalhar", diz Doria sobre Lula

O governador de São Paulo, João Doria, foi às redes sociais para respondeu uma acusação de deputada federal Gleisi Hoffmann, que alegava que ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva corria perigo de vida no caso de transferência para a Penitenciária II de Tremembé, no interior paulista, autorizada pela juíza Carolina Lebbos nesta quarta-feira (7).

Leia também: Lula ficará no mesmo presídio de 'famosos' como Cravinhos, Nardoni e Abdelmassih

Em mensagem publicada nas redes sociais, a petista levantou suspeitas quanto aos comandos do governador de São Paulo, às forças de segurança paulista. " A segurança e a vida do presidente Lula estarão em risco sob a polícia de Joāo Doria. Sua transferência para Tremembé 2, sem prerrogativas de ex-presidente, é mais uma violência da farsa judicial a que ele foi submetido", reclamou a petista.

 O tucano, então, respondeu, dizendo que o ex-presidente será tratado "como todos os outros presidiários, conforme a lei" e ainda aproveitou para alfinetar Lula, seu antigo desafeto. "Inclusive, o seu companheiro Lula, se desejar, terá a oportunidade de fazer algo que jamais fez na vida: trabalhar!", disparou Doria .



O ex-presidente está preso desde abril de 2018 na sede da Polícia Federal de Curitiba. Lula já foi condenado em outros dois processos na Justiça Federal do Paraná. Ele cumpre pena pela condenação no caso do tríplex do Guarujá, a qual sua defesa contesta no Supremo Tribunal Federal (STF).

    Leia tudo sobre: Lula