Tamanho do texto

Ministro convocou diretor do órgão para prestar "esclarecimentos e orientações"; presidente disse que dados passam "imagem negativa" do País

bolsonaro e marcos pontes arrow-options
Carolina Antunes/PR - 8.5.19
Presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes, divulgou nesta segunda-feira (22) nota dizendo concordar com a "estranheza" do presidente Jair Bolsonaro (PSL) com  relação à divulgação de dados sobre o desmatamento no país pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). De acordo com Pontes, o diretor do instituto, Ricardo Magnus Osório Galvão, será "convidado para esclarecimentos e orientações".

"Com relação aos dados de desmatamento produzidos pelo Inpe, organização pelo qual tenho grande apreço, entendo e reconheço a estranheza expressa pelo nosso presidente Bolsonaro quanto à variação percentual dos últimos resultados na série histórica", disse Marcos Pontes .

Leia também: Bolsonaro recua e diz que declaração sobre dados do Inpe foi 'exagerada'

De acordo com o ministro, foi solicitado ao Inpe o envio de um relatório técnico completo contendo os resultados da série histórica do desmatamento nos últimos 24 meses, assim como informações detalhadas a metodologia aplicada no estudo. Os dados serão analisados em conjunto entre técnicos do próprio instituto, do MCTIC e do Ministério do Meio Ambiente.

Pontes também disse "discordar" do diretor do Inpe que, em entrevista à TV Globo , rebateu as críticas de Bolsonaro e disse que o presidente fez acusação pública para forçar seu pedido de demissão. "Embora entenda o contexto do fator emocional, discordo do meio e da forma utilizada pelo diretor, visto que não corresponderam ao tratamento esperado na relação profissional, especialmente com o Chefe do Executivo do País", afirmou Pontes, em tom de bronca.

"Portanto, o tratamento das questões relativas aos dados de desmatamento e as declarações do diretor do INPE está em curso, não havendo no momento mais nada a acrescentar sobre o assunto. Havendo desdobramentos significativos em qualquer das questões, eles serão divulgados oportunamente", finalizou a nota divulgada por Marcos Pontes .