Tamanho do texto

Responsável pela facada em Bolsonaro durante a campanha para as eleições de 2018 está preso em Campo Grande (MS) e foi considerado inimputável

Adélio Bispo de Oliveira arrow-options
Reprodução
Adélio Bispo de Oliveira se recusa a receber tratamento psiquiátrico no presídio


Diagnosticado com transtorno delirante persistente, Adélio Bispo de Oliveira se recusa a receber tratamento psiquiátrico na penitenciária federal de Campo Grande (MS), onde está preso. É o que revela a revista Época   nesta sexta-feira (19). O responsável pela facada em Jair Bolsonaro ainda na campanha das eleições de 2018 foi considerado inimputável e, por isso, está condenado a receber cuidados médicos.

Leia também: Bolsonaro não recorre contra absolvição de Adélio e sentença transita em julgado

Na matéria. a Época revela, por entrevista com o advogado de Adélio , que existe a recusa em tomar qualquer remédio ofertado na prisão, mas que agora que o caso está concluído, o mesmo passará a ingerir os medicamentos.

Preso no dia 6 de setembro de 2018 - data do atentado contra o então candidato a presidente Jair Bolsonaro - Adélio Bispo de Oliveira não chegou a ser julgado por tentativa de homicídio, justamente por ter sido considerado inimputável , ou seja, incapaz de agir em sã consciência.

Leia também: Quem pagou o advogado de Adélio, autor da facada em Bolsonaro? PF descobriu

Pela lei, Adélio Bispo de Oliveira receberá o tratamento psiquiátrico mesmo que de forma involuntária.