Tamanho do texto

Anderson do Carmo foi morto durante a madrugada e o aparelho enviou mensagens para grupos de amigos entre 9h e 10h da manhã, segundo polícia

Flordelis
Estefan Radovicz/Agência O Dia
Flordelis prestou depoimento à polícia

A Polícia Civil descobriu que o celular do pastor Anderson do Carmo foi usado horas depois dele ser assassinado dentro de casa, em Niterói. O marido da deputada federal Flordelis foi morto durante a madrugada e o aparelho enviou mensagens para grupos de amigos entre 9h e 10h da manhã. O telefone até hoje não foi encontrado.

Leia também: Relação com pastor, remédio na comida e 10h de duração: Flordelis depõe no Rio

Na mensagem, o autor se identifica como o filho do pastor , diz que as informações (sobre a morte) são verdadeiras e pede orações. A polícia confirmou que a mensagem foi enviada do aparelho de Anderson ao verificar o telefone de um dos filhos do casal. Pelo menos 20 celulares de filhos estão apreendidos e passarão por perícia.