Tamanho do texto

O ex-parlamentar Luiz Fernando Ribas Carli Filho cumprirá pena de 7 anos

Carli Filho
Futura Press
Carli Filho em foto de agosto de 2011 quando foi ao Fórum do Paraná para participar de audiência do caso

O ex-deputado estadual do Paraná, Luiz Fernando Ribas Carli Filho , se apresentou à Justiça do Paranána tarde desta terça-feira. Carli Filho começará a cumprir sua pena de sete anos, quatro meses e 20 dias pelas mortes de Gilmar Yared e Carlos de Almeida em um acidente de trânsito em 2009. 

Leia também: AGU defende no Supremo bloqueio de verbas das universidades

De acordo com a denúncia, o ex-deputado atingiu o veículo em que as duas vítimas enquanto andava pela cidade em alta velocidade, aloccolizado e com a carteira de habilitação cassada. Apenas nove anos após o crime ele foi condenado pelo Tribunal do Júri de Curitiba.

Em fevereiro deste ano, Carli Filho teve sua condenação confirmada em segunda instância, que reduziu a pena e determinou que o ex-deputado poderia cumprir a pena em regime semiaberto. Na última sexta-feira, o juiz Tiago Flôres Carvalho, da 2ª Vara do Tribunal do Júri de Curitiba determinou a execução da pena.

Nesta segunda-feira, o Tribunal de Justiça do Paraná determinou que Carli Filho deveria se apresentar em 24 horas em Guarapuava, no Paraná. No local, ele permanecerá custodiado até a implantação do regime semiaberto.

Leia também: Relatório sobre pacote anticrime propõe aumento da pena máxima para 40 anos

Ele permanecerá em cela separada, por ser portador de diploma em segunda instância. Em comunicado divulgado quando da decisão que determinou o cumprimento da pena, o advogado da família Yared comemorou o início do cumprimento da pena.

"Que se cumpra a lei. A pena imposta nada mais é que um mal justo, por um mal injusto. Agora a família Yared aguarda a sentença da ação indenizatória", afirmou.