Tamanho do texto

Filho do presidente postou vídeo com deputado de Goiás propondo o desarmamento da Polícia Militar e disse que se tratava de um parlamentar do PT; notícia falsa já havia sido compartilhada por Jair Bolsonaro em 2017

Carlos Tweitter
Reprodução
Carlos Bolsonaro voltou a compartilhar notícias falsas nas redes sociais

O vereador do Rio de Janeiro Carlos Bolsonaro (PSC) voltou a publicar notícias falsa nas redes sociais da manhã desta terça-feira. No Twitter, o segundo filho do presidente Jair Bolsonaro publicou o vídeo de um deputado de Goiás propondo a discussão sobre o desarmamento da Polícia Militar. 

Leia também: Joice defende Moro e alfineta Gleisi Hoffmann: "Alguém tem uma camisa de força?"

O parlamentar em questão, no entanto, nunca foi filiado ao PT e muito menos quer o desarmamento da polícia. Ex-prefeito de Goiânia, o policial militar Major Araújo, do PRP, é um grande defensor da segurança pública e, inclusive, tem um discurso bem alinhado com o defendido por Carlos Bolsonaro e sua família. No vídeo em questão, ele estava sendo irônico.

"Deputado defende desarmar Polícia já que bandido está armado evitando assim as mortes. Meu Deus! Isso tudo não é ao acaso, basta ler os comentários das “pessoas” que nos atacam!", escreveu o vereador. Na parte de cima do vídeo, que também foi compartilhado pelo empresário e defensor da família Bolsonaro , é possível ler a frase: "Deputado do PT sugere desarmarem policiais os policiais para que os bandidos não sejam alvejados".

Assista ao vídeo compartilhado por Carlos Bolsonaro:

O deputado estadual Major Araújo  também usou as redes sociais para responder a postagem de Carlos. "Espero que esse vídeo esclareça. Sou o maior defensor dos militares em Goiás. Perguntem a qualquer PM em GO. Nunca fui do PT. Usam este vídeo como fake news para tentar desmerecer nossa luta. Não compreenderam nossa ironia, ao defender nossos irmãos de farda!", escreveu o parlamentar, que também compartilhou um vídeo onde ele explica os motivos de ter adotado a ironia como estratégia para defender os policiais militares.

Jair Messias
Reprodução
Em 2007, Jair Bolsonaro publicou a mesma notícia falsa em seu perfil no Twitter

Em 2017, o hoje presidente Jair Bolsonaro caiu na mesma fake news e compartilhou o vídeo de Major Araújo. Corrigido pelo parlamentar, o capitão da reserva apagou a postagem. "PT, PSOL, PC do B...insistir nessas siglas é certo que ficaremos pior que a Venezuela. Pior que a corrupção ficará quando tomarem também sua liberdade", escreveu o então deputado.

Major
Reprodução
Major Araújo está de malas prontas para o PSL e apoiou Bolsonaro nas eleições

Ao atacar Major Araújo, Carlos Bolsonaro pode ter causado desconforto na base aliada do governo em Goiás. Apoiador de Jair Bolsonaro nas eleições, o ex-prefeito de Goiânia está de malas prontas para o PSL e deverá integrar os quadros do partido do presidente a partir de 2020.