Tamanho do texto

Ministros da Corte indicaram os nomes de Tarcisio Vieira e Carlos Horbach, que já integram o TSE, além do advogado Carlos Mário Velloso Filho

 TSE
José Cruz/ABr
De acordo com a Constituição, cabe ao presidente da República nomear os advogados que compõem o TSE

O Supremo Tribunal Federal (STF) definiu nesta quinta-feira (9) uma nova lista tríplice que será enviada ao presidente da República, Jair Bolsonaro, para a escolha de uma vaga de ministro titular do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), órgão do Judiciário responsável pela organização das eleições. 

A votação foi realizada devido ao fim do primeiro mandato do ministro do TSE Tarcísio Vieira de Carvalho Neto, que termina nesta quinta-feira. Vieira poderá ser reconduzido ao cargo, mas a decisão depende de uma nova nomeação.

Leia também: Investigação de crime eleitoral contra Haddad é arquivada pelo TSE

Para a vaga, foram definidos, em votação feita pelos ministros do STF , os nomes de Tarcisio Vieira e Carlos Horbach, que já integram o TSE e receberam dez votos, além do advogado Carlos Mário Velloso Filho, que recebeu sete votos e completa os indicados à lista tríplice. O advogado Fabrício Juliano Mendes Medeiros recebeu quatro votos.

De acordo com a Constituição, cabe ao presidente da República nomear os advogados que compõem o tribunal. O TSE é composto por sete ministros, sendo três do STF, dois do STJ, e dois advogados com notório saber jurídico. 

No mês passado, Bolsonaro nomeou Sérgio Silveira Banhos  para compor o TSE .  Banhos também foi indicado por meio de lista tríplice enviada à Presidência da República pelo STF.