Tamanho do texto

Lewandowski, que é presidente do colegiado, cogita pautar o assunto antes mesmo da decisão do plenário sobre prisões de condenados em 2ª instância

Lula
TVT/ Reprodução
Ex-presidente Lula recebeu sentença de 8 anos e 10 meses no caso tríplex da Operação Lava Jato após julgamento no STJ

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF), formada por cinco dos onze ministros da Corte, deve julgar nos próximos dias um pedido delibertação de todos os réus presos depois de ter a condenação confirmada pelo Tribunal Regional Federal (TRF) da 4ª Região – inclusive o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O assunto começou a ser julgado no plenário virtual, em que os ministros postam seus votos em um sistema eletrônico, sem necessidade do encontro físico. Mas o ministro Ricardo Lewandowski pediu vista e o julgamento deve recomeçar no plenário físico.

Ainda não há data marcada para o julgamento na Segunda Turma. Mas Lewandowski, que é presidente do colegiado, cogita pautar o assunto para os próximos dias, antes mesmo da decisão do plenário sobre prisões de condenados em segunda instância.

    Leia tudo sobre: Lula